Projeto MKULTRA: Saiba tudo sobre esse experimento secreto


MKULTRA é um projeto bizarro desenvolvido pelo Serviço de Inteligência dos Estados Unidos da América, a CIA, de forma ilegal e clandestina. É preciso mais alguma coisa para que você queira saber exatamente do que estamos falando?

Os experimentos secretos realizados envolviam o controle da mente humana através de drogas psicoativas. Além do método, os objetivos também eram bastante sombrios. A finalidade das pesquisas era descobrir maneiras de controlar a mente humana. O objetivo era encontrar uma maneira para que se consiguisse garantir a obtenção de informações durante procedimentos interrogatórios e de tortura.

Não, não é uma obra de ficção. Por mais que pareça absurdo, o Projeto MKULTRA realmente aconteceu. Você pode encontrar relatos verídicos dos envolvidos espalhados pela internet.

Algumas das maiores revelações a respeito do tema se deram através do Professor Darius Rejali. Ele conta a respeito de sua passagem pela CIA em seu livro  “Torture and Democracy”.

Além deste, no livro “Question of Torture: CIA Interrogation, From the Cold War to the War on Terror” de  Alfred W. McCoy você também pode encontrar detalhes sobre este projeto bizarro e desumano contados por alguém que esteve envolvido nesta história toda.

Mas, para que você não tenha o trabalho de ler tudo isso, faremos um apanhado das informações mais importantes sobre o tema. Você está prestes a conhecer o Projeto MKULTRA, os experimentos secretos de controle da mente realizados pela CIA.

O que foi o Projeto MKULTRA

MKULTRA é o código utilizado pelos indivíduos envolvidos para se referir ao projeto realizado pelo Serviço de Inteligência dos Estados Unidos da América que visava estudar métodos de controle da mente humana.

Tudo começou em 1953 quando os primeiros experimentos foram realizados pela Departamento de Ciência da CIA. Nos anos seguintes ao que tudo indica o projeto foi decaindo, porém só foi considerado finalizado em 1973. Foram 20 anos de tortura e de testes inimagináveis.

Muitos pesquisadores acreditam que as pesquisas nunca chegaram ao fim, que na verdade foram supostamente interrompidas e que continuaram seguindo seu curso de forma clandestina. Entretanto, apesar das afirmações, não há como provar nada a respeito do seguimento do Projeto MKULTRA.

Durante aqueles 20 anos, inúmeras atrocidades foram cometidas. Os testes eram realizados com cobaias humanos, alguns deles sem nenhum consentimento. Muitos estrangeiros foram utilizados.

Além disso, para deixar tudo ainda mais bizarro, existiam participantes voluntários. Indivíduos masoquistas se permitiam passar por tudo aquilo mesmo sabendo que estavam sendo utilizados apenas como cobaias.

As experiências ilegais

Conforme vimos anteriormente, nada do que se passava ali era autorizado. Até mesmo o objetivo do projeto era inapropriado e desumano. Ainda assim foram décadas de experiências até que tudo fosse interrompido.

Apesar de inacreditável, cerca de 86 universidades de associaram ao experimento. Juntamente com a CIA essas instituições eram responsáveis por recrutar os cobaias e conduzir determinados experimentos. Através de seus representantes elas alegaram não ter conhecimento a respeito do real objetivo de todo o projeto. Por isso afirmam ter aceitado o convite a participação.

Além das faculdades, alguns hospitais e clínicas também acabaram tendo parte nisso tudo. Adivinha só, eles também argumentaram não ter conhecimento completo a respeito do que era feito.

Os testes envolviam o uso de drogas poderosíssimas que causavam sérias alterações no sistema nervoso humano. Essas substâncias eram aplicadas sem consentimento do indivíduo testado. Até porque era de interesse das pesquisas que se descobrisse como drogar um indivíduo sem que este cedesse ao procedimento.

Algumas reações foram tão exacerbadas que houveram casos de pessoas que perderam suas vidas durante os experimentos. Um exemplo disso foi o caso do cientista Frank Olson  que perdeu a vida depois de ser inserido em um teste.

Apesar de sua morte ter sido tida como suicídio, ainda hoje seus familiares buscam averiguar o que realmente aconteceu.

Até hoje não se sabe o real número de vítimas do temível Projeto MKULTRA.

O Projeto MKULTRA é descoberto

Tudo veio à tona em 1975. Neste ano o Congresso dos Estados Unidos iniciou uma comissão de inquérito que tinha por fim averiguar e investigar as atividades da CIA. Infelizmente, mesmo após a descoberta da existência do projeto nada foi devidamente esclarecido.

Em 1973 com a finalização das atividades relacionadas,  Richard Helms, então diretor da CIA, ordenou a destruição de todos os registros do MKULTRA, já preocupado com uma possível investigação.

Todas as informações descobertas pela Church Committee e Rockefeller Commission, nome dado aos inquéritos, advinham de testemunhos dados sob juramento e de alguns poucos documentos que ficaram perdidos.

Muitas das informações ainda permanecem secretas. Provavelmente nunca saberemos tudo o que rolou durante as atividades desse projeto. Ao que tudo indica o resultado das pesquisas foi inconclusivo.

O post Projeto MKULTRA: Saiba tudo sobre esse experimento secreto apareceu primeiro em Mundo Inverso.