Notícias

Homem casado mata seu amante após jovem ameaçar contar caso à esposa: ‘Relacionamento atribulado’

Na época do crime, o autor não foi indiciado por estar colaborando com as investigações. Carlos confessou o crime 1 ano depois.

Um homem terminou preso depois de tirar a vida do próprio amigo, com quem supostamente vivia um relacionamento extraconjugal às escondidas. De acordo com o que foi divulgado pelas autoridades que investigam o caso, o motivo do assassinato seria porque Paulo estaria pressionando Carlos, que é casado, a assumir publicamente a relação homoafetiva dos dois.

O crime aconteceu em Sales Oliveira há cerca de um ano e meio e voltou à tona depois que Carlos Eduardo Gonçalves de Castro foi preso na cidade de Uberada, Minas Gerais. Por conta do casamento, o homem ficou amedrontado com a possibilidade de descobrirem o relacionamento extraconjugal com Paulo, então ele optou por assassinar o amigo brutalmente.

Os dois homens, segundo o que foi divulgado, haviam se conhecido através das redes sociais. Na noite do crime, a vítima se encontrou com o assassino e acabaram tendo uma briga. O corpo de Paulo, de 23 anos, foi encontrado em uma construção com diversos golpes feitos à faca. Na época do crime, o autor não foi indiciado por estar colaborando com as investigações.

Em entrevista ao Cidade Alerta, a mãe de Paulo falou sobre o romance do filho com o assassino. “O relacionamento dele com o Carlos era um relacionamento atribulado. Fala que ele espancava ele. E no dia do crime ele saiu para conversar com ele. E aí aconteceu dele fazer isso“, lembrou a mulher.

Suspeito se apresenta às autoridades

Carlos se apresentou à polícia com um advogado e acabou por confessar o crime. A polícia suspeita que Paulo tenha sido assassinado no interior do carro no qual o amigo havia se locomovido até a construção. O homem foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, mas até então não havia sido encontrado nos endereços repassados para a polícia.