Notícias

Menino de 4 anos morre por picada de escorpião e equipe médica é afastada de pronto-socorro

A criança passou por vários exames antes de ter óbito confirmado. Família está desolada com perda.

O pequeno Miguel Grijota da Silva, de apenas 4 anos, morreu após sofrer uma picada venenosa de um escorpião. O garoto acordou apresentando vermelhidão no corpo, dor no pescoço, pés e mãos inchados e vômito. O caso aconteceu na cidade de Birigui, interior de São Paulo, na madrugada do dia 31 de dezembro.

Familiares de Miguel ficaram completamente desesperados e rapidamente o levaram ao Pronto-Socorro da cidade. A avó do menino conta que ele fez teste de Covid-19, Raio-x e exame de sangue no hospital de Birigui. O diagnóstico inicial dos médicos chegou a ser de pneumonia. Ele foi medicado, porém seu quadro de saúde piorou.

Miguel foi encaminhado para a Santa Casa de Araçatuba onde foi levado a unidade de terapia intensiva (UTI). Horas depois, a morte foi confirmada. Consta na declaração que o óbito foi causado por “acidente escorpiônico”. A avó, enlutada, contou o que ouviu da médica.

Segundo ela, a profissional de saúde afirmou que Miguel havia sido picado por um escorpião, onde o veneno injetado pode causar dores, náuseas, vômitos e levar à morte, especialmente em crianças. O atendimento precisa ser feito de maneira muito rápida e precisa. Em muitos casos, o soro antiescorpiônico é fundamental para salvar a vida do menor.

O pronto-socorro de Birigui afastou a equipe médica responsável por atender Miguel. Em nota, a OSS gestora do pronto-socorro de Birigui disse que a criança deu entrada com vômito e sem indícios de picada de escorpião. “A Beneficência Hospitalar de Cesário Lange informa que foi instaurada sindicância para apuração dos fatos ocorridos, e que os profissionais médicos envolvidos foram afastados de suas atividades até a conclusão da sindicância”, alega ela.

A Prefeitura de Birigui lamentou a morte da criança e emitiu nota dizendo que se solidarizou com a família. “A Secretaria de Saúde informa que já está acompanhando todo o processo de sindicância aberto pela OSS gestora do Pronto-Socorro”.

Picadas de escorpião

O escorpião é peçonhento pois carrega consigo uma glândula produtora de veneno. Ele é um invertebrado, da classe Arachnida, a mesma das aranhas. Estima-se que há mais de 1.500 espécies e possui hábitos noturnos. O escorpião age na maioria dos casos apenas para se defender.

O animal vive escondido em locais escuros, e geralmente aparecem em casas com quintais sujos onde a proliferação de animais que são seu alimento, se reproduzem. É preciso sempre manter os quintais limpos, gramado e mato aparados e sem objetos jogados, como telhas, pedaços de madeiras, entre outros. A picada do escorpião pode ser fatal especialmente em crianças.