Notícias

Paramédica socorre a própria filha em acidente fatal e relata: ‘Lutou até o último minuto’

A mulher não sabia que a vítima era sua filha por conta do grave acidente que desfigurou seu rosto e corpo.

Jayme Erickson, uma paramédica canadense, foi acionada para atender um acidente de carro, como eventualmente faz, o que a mulher não esperava era se deparar com a sua própria filha sendo a vítima do acidente fatal. Ao chegar no local a médica foi surpreendida com uma notícia que mudou o rumo de sua vida.

“Jayme, sem saber, estava mantendo sua própria filha viva”, explicou Richard Reed, um paramédico e amigo de Erickson, em entrevista coletiva da quarta-feira (23).

De acordo com uma publicação do Daily Mail, a adolescente, Montana Erickson, de apenas 17 anos, e um amigo estavam de carro quando acabaram perdendo o controle do veículo e foram atingidos por um caminhão em um trecho da cidade de Alberta, no Canadá. A jovem não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

Diante a gravidade da colisão, a filha da socorrista Erickson, sofreu ferimentos gravíssimos que acabou resultando em seu rosto e corpo desfigurados e completamente irreconhecíveis, situação que até mesmo sua mãe não a reconheceu de súbito.

Até certo momento, Jayme não sabia que a vítima era sua filha, a descoberta veio à tona somente após a paramédica terminar seu turno e ir para casa, quando a polícia chegou a sua casa para informar que sua filha havia morrido e que se tratava da jovem do fatídico acidente.

Logo após o acontecimento, Jayme compartilhou um pequeno relato seu sobre o pesadelo sofrido naquele dia. Em suas redes sociais ela comentou: “Esse é um dos pesadelos de quem atua como paramédico e aconteceu comigo”, contou.

“O paciente gravemente ferido que acabei de atender era de minha própria carne e sangue. Minha única filha. Minha filha, Montana. Seus ferimentos foram tão horríveis, que nem a reconheci. [Depois,] fui levada para ver minha filha e fui informada que ela não resistiu. Vou valorizar as memórias que fizemos e o tempo que passamos juntos. Estou despedaçada, perdi um pedaço de mim”, disse Jayme.

Durante uma coletiva de imprensa, a mãe teve apoio da família, amigos e colegas de profissão que presenciaram a tragédia que tirou a vida de Montana. “Montana lutou muito, até o último minuto de sua vida. Ela era tão linda. Tinha inúmeras qualidades. Se ela realmente quisesse algo, ninguém poderia para-la, ela sempre conseguia”, disse Jayme.

“Estamos sobrecarregados com a dor e absolutamente destruídos. A dor que estou sentindo é como nenhuma dor que já senti, é indescritível”, acrescentou Erickson em uma página do GoFundMe criada pela amiga da família Lindsay Sandalack.

O amigo de Montana, que estava presente no carro acidentado, terminou hospitalizado com alguns ferimentos leves. A polícia canadense iniciou uma investigação a respeito do acidente para averiguar sua causa.