Brasileiro morre aos ‘127 anos’: cartório aponta que ele era um dos homens mais velhos do mundo


Morreu em Minas Gerais o senhor José Paulino Gomes, que segundo os registros no cartório nasceu no dia 4 de agosto de 1895. Os familiares disseram que ele providenciou os documentos depois de adulto, por isso não sabem quantos anos exatamente ele tinha, mas garantem que é mais de 100.

O idoso morava em Pedra Bonita, na Zona da Mata e morreu nesta última sexta-feira, dia 28. O Cartório Silva, que é o único no município, garante que na certidão de casamento dele, registrada em 1917, consta que o senhor José Paulino nasceu em 1895.

De acordo com o registro, ele se casou com 22 anos. Presume-se que realmente ele nasceu antes de 1900. Raramente se casava homens com 17 anos“, explicou o assessor jurídico do cartório ao portal G1.

Família não sabe exatamente quantos anos ele tinha

Quando faltava apenas uma semana para o idoso comemorar mais um ano de vida e ser considerado até mesmo um dos homens mais velhos do mundo, ele veio a óbito. Vale lembrar que o Guinness World Record consta que a pessoa que viveu mais tempo foi Maria Branyas Morera, que morreu com 115 anos.

A família do falecido está confusa porque descobriu que nos documentos dele constam informações diferentes. Desta forma eles acreditam que seria muito difícil descobrir sua verdadeira idade, então recorreram ao cartório da pequena cidade.

O sepultamento do idoso será neste sábado (29)

A neta do senhor José Paulino disse que antigamente no interior as pessoas eram registradas já mais velhas e que são vários os casos onde há erros na documentação. Uma vizinha da família, que está com 98 anos, contou que o conheceu quando já era um rapazinho.

Com certeza mais de 100 anos ele tinha, pelo menos 110. Agora a gente precisa saber como vai ficar na certidão de óbito“, disse a neta do falecido.