PUBLICIDADE

Após procedimento de parto, mulher fica em choque ao descobrir o que tinha em seu ventre

O ocorrido na vida da jovem Layane Cardozo acabou ganhando grande destaque nas redes sociais, muito em função de como essa história se desenrolou. Layane e o seu esposo Lourival aguardavam ansiosamente pela chegada da filha Sofia. A jovem já se encontrava com 39 semanas de gestação quando as fortes dores abdominais começaram a causar incômodos.

Após as fortes dores, bastante preocupada a jovem resolveu buscar ajuda e dirigiu-se até a Santa Casa de Mauá por volta das 8h da manhã. Depois de realizar uma bateria de exames ela foi informada que era para voltar mais tarde para pegar o resultado. Quando retornou a jovem estava apresentando sangramentos e após novos exames foi instruída mais uma vez a voltar mais tarde.

PUBLICIDADE

Ao retornar pela segunda vez, a jovem foi submetida ao exame de toque. De acordo com a paciente, no exame foi possível perceber os batimentos cardíacos do bebê que marcavam 140 batimentos por minuto. Diante disso, o profissional que a atendeu pediu para ela ir em casa arrumar as malas e retornar.

PUBLICIDADE

06981343600

PUBLICIDADE

Ao retornar ao hospital, o médico que prestou os primeiros atendimentos já tinha ido embora, então ela foi obrigada a ser atendida por outro profissional. Diante disso, ela foi encaminhada para a sala pré-parto.

PUBLICIDADE

“Quando me deitei, o médico disse que ia me aplicar uma anestesia. Achei normal. Mas, a partir daí, não me lembro de nada. Apaguei completamente, perdi todos os sentidos”, disse Layane.

PUBLICIDADE

Quando Layane acordou do procedimento, teve uma grande surpresa. Seu marido, Lourival, disse a ela que não havia nenhum bebê em sua barriga. Muita abalada psicologicamente, Layane pediu para falar com o médico. No entanto, o médico a encaminhou a um psicólogo, porque a gravidez na verdade tinha sido psicológica.

Sem acreditar no que acabara de ouvir, ela pediu para ver o exame de toque que detectou as batidas do coração do bebê. No entanto, o hospital se recusou a entregar tal exame.

06981343800

“Não consigo entender o que aconteceu. Não quero acusar o hospital, mas não acho possível que essa gravidez tenha sido psicológica, tenho todos as ultrassons que comprovam a existência de um bebê. Algum erro muito grave aconteceu, ou da parte deles ou da parte dos médicos que fizeram meu pré-natal, e é isso que preciso descobrir.” comentou ela aos prantos.

“Um dos médicos da maternidade disse que não reconhece a assinatura dele nos exames, mas não teria por que eu falsificar documentos e inventar uma história dessas. Jamais levaria isso adiante se não fosse verdade”, finalizou.

No entanto, nesse caso curioso, uma coisa chama muito a atenção: “foi possível ouvir os batimentos cardíacos do bebê nos exames realizados”. Conforme esclarecimento do médico obstetra, Eduardo Zlotnik, do Hospital Albert Einstein (SP), a mulher pode estar tão ansiosa para engravidar que se convence disso, fazendo seu corpo passar por dois fenômenos diferentes: a interrupção da menstruação e o crescimento da barriga – acontecimentos que são bastante difíceis para a medicina explicar.