PUBLICIDADE

Grávida perde a vida estrangulada pelo próprio cabelo

Uma jovem de 21 anos de idade, que estava grávida, perdeu a vida de uma forma um tanto quanto inusitada. Ela se candidatou a uma vaga de emprego numa fábrica que produz fios de solda e eletrodos em geral.

De acordo com informações colhidas até agora, a jovem gestante estava fazendo um tour pela fábrica, a fim de conhecer melhor como tudo funcionava. Ela se encontrava na companhia de um funcionário, que lhe apresentava e explicava como deveria ser o trabalho de uma assistente de produção, cargo ao qual ela havia se candidatado.

PUBLICIDADE

A mulher foi identificada como Umida Nazarova, e de acordo com a versão do funcionário que a acompanhava, a moça teve os cabelos sugados por uma máquina. Ao tentar se desvencilhar da máquina, os cabelos terminaram provocando seu óbito por estrangulamento.

PUBLICIDADE

O funcionário disse que não chegou a vê-la sendo sugada pela máquina, segundo ele, estava tentando se concentrar em apresentar como seria o trabalho dela, e ao se virar percebeu que ela já estava sendo estrangulada pelos próprios cabelos.

PUBLICIDADE

Devido às graves lesões sofridas pela mulher, ela acabou por perder seu bebê, e chegou a ficar internada recebendo cuidados intensivos. Porém não resistiu e também perdeu a vida logo depois.

PUBLICIDADE

Segundo os médicos, Umida teve todo o seu couro cabeludo arrancado pela máquina e só conseguiu ser retirada da máquina quando todo seu cabelo descolou da cabeça.

PUBLICIDADE

Uma investigação foi instaurada para apurar todas as circunstâncias que envolvem o acidente, porém os investigadores já adiantaram que possivelmente, o funcionário que a acompanhava no momento do acidente, deve ser indiciado por negligência. 

A direção da fábrica Svarmet ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, mas seus advogados já adiantaram que a empresa está prestando todo o apoio a família da jovem, e também disseram que irão colaborar com as investigações. O caso aconteceu Borisov, na Bielorrússia.