PUBLICIDADE

‘BBB 22’: Famosas comentam surto e choro de Natália; ‘Quem ama mulheres negras?’

Duas ex-campeãs do “BBB” (TV Globo) se solidarizaram com o sofrimento da sister Natália, do “BBB 22”, que passou por uma crise, chorou e pensou em desistir do programa na madrugada de quarta após ver um participante com quem ela é próxima beijar outra mulher.

Natalia, uma mulher negra, teve um momento fofo na piscina com Lucas no mesmo dia. No entanto, ele escolheu beijar a Eslovênia, uma mulher branca, durante a festa do líder.

PUBLICIDADE

Gleici Damasceno, vencedora do “BBB 18”, compartilhou em seu Twitter oficial um post da youtuber Nátaly Neri, que dizia: “Natália não é ruim por causa do Lucas. Ela está chorando porque chegou ao ápice da rejeição”.

PUBLICIDADE

“Muito triste isso que acontece com a Natália, mas o mais triste é que as pessoas vão resumir a mimimi. A solidão da mulher negra é uma realidade e assistir aciona gatilhos terríveis.” -Gleici Damasceno.

PUBLICIDADE

Em seus stories do Instagram, Thelma Assis, vencedora do “BBB 20”, disse que simpatiza com Natália, apesar de “não defender nenhum participante do jogo”.

PUBLICIDADE

“A gente, como mulher, somos rejeitadas várias vezes, como mulher preta e fora dos padrões, mais ainda. Agora de uns tempos pra cá, que a gente tá tendo a nossa beleza valorizada. Meu cabelo é bonito, sim! Mas antes eu não me sentia assim. Na adolescência. Eu tô vendo muitas meninas falando na internet da solidão da mulher negra. Gente, isso acontece muito!” -Thelma Assis.

PUBLICIDADE

Ela disse que se identificou com o caso de Natalia porque Lucas era estudante de medicina, assim como Thelma. “Eu ficava tentando me mudar o tempo todo. Me achava horrorosa e que só as meninas brancas e dentro dos padrões eram bonitas. E ontem bateu um gatilho muito grande, porque o Lucas estuda medicina”, disse.

“E lógico que não dá para generalizar, mas eu sofri isso estudando medicina, sabe?”, compartilhou ela.

“Tem muita gente que quer tirar casquinha da mulher preta, mas na hora de pegar na mão e assumir um relacionamento, assume não. E tenho certeza que isso despertou gatilho em muita gente. Ela [Natália] deve ter levado muito gatilho de rejeição lá para dentro do “BBB”, né? Então só pra dizer que já passei por isso também.” -Thelma Assis.

“Gente, uma semana no BBB é equivalente a um mês e um mês é equivalente a um ano, porque é muito intenso, é muito doido”, descreveu. “Ela acabou de voltar de um paredão, então ela já tá se sentindo rejeitada… Eu sei, porque voltei de quatro paredões.”

Thelminha comentou ainda que o programa é uma oportunidade para Natália entender melhor quem ela é.

No Twitter, Anielle Franco, irmã de Marielle Franco, também se solidarizou com Natália:

“Me vi nas lágrimas da Natália. Todas nós, mulheres negras, já sentimos o que ela sentiu. A nossa solidão não é só sobre relações amorosas, mas também sobre ser a ‘mais feia da turma’, sobre ser hiperssexualizada, sobre romantizarem o ‘sou forte o tempo todo’. Quem ama mulheres negras?” -Anielle Franco.